segunda-feira, 22 setembro, 2014

Sistema Arterial e Venoso da Cabeça e do Pescoço

Sistema Arterial da Cabeça e do Pescoço

O suprimento sanguíneo da cabeça e do pescoço deve-se às artérias carótidas comum e vertebral

A artéria carótida comum esquerda é ramo direto do arco da aorta, já a artéria carótida comum direita é ramo da artéria subclávia direita. Ambas sobem pelo pescoço protegidas por músculos e pela bainha carótica, acompanhada do nervo vago e da veia jugular interna. No nível da cartilagem tireóidea, ela se bifurca em artéria carótida interna e externa.

Artéria carótida interna: não emite ramos cervicais e penetra no crânio através do canal carótico. A parte posterior do cérebro é irrigada pela artéria vertebral, que é um ramo da artéria carótida interna e atinge a cavidade do crânio através do forame magno.

Artéria carótida externa: relaciona-se com músculos e nervos – esternocleidomastóideo, digástrico, estilo-hioideo, nervo hipoglosso, glândula submandibular e ângulo da mandíbula.

Os principais ramos da artéria carótida externa são:

  • Artéria tireoidea superior: glândula tireoidea e laringe;
  • Artéria lingual: músculos da língua, soalho da boca, glândula sublingual;
  • Artéria facial músculos supra-hioideos, lábio inferior e superior;
  • Artéria occipital: região occipital, ventre posterior do digástrico;
  • Artéria auricular posterior: orelha externa, glândula parótida;
  • Artéria faríngea ascendente: faringe;
  • Artéria temporal superficial: glândula parótida, ducto parotídeo, região temporal, região frontal;
  • Artéria maxilar: dura-máter, músculos da mastigação, dentes, palato

A artéria carótida externa irriga a maior parte dos tecidos moles da cabeça. Ela emite ramos colaterais durante seu percurso ascendente e na altura do colo da mandíbula emite seus ramos terminais.

A artéria carótida externa emite ramos colaterais, como:

Artéria lingual: possui várias ramificações para irrigar a língua

  • Artéria profunda da língua
  • Ramos dorsais da língua
  • Artéria sublingual
  • Ramos supra-hioideos

Artéria facial: É coberta apenas pela pele e pelo músculo platisma. É acompanhada pela veia facial e os vasos são cruzados com o ramo marginal da mandíbula do nervo facial. Por serem muito superficiais, podem ser facilmente lesadas diretamente por traumatismo e também durante incisões, como naquelas feitas para drenar abscessos odontogênicos nessa região.

  • Artéria submentual
  • Artéria palatina ascendente
  • Artéria labial inferior
  • Artéria labial superior
  • Artéria angular

Artéria maxilar: supre a irrigação das regiões profundas da face, inclusive dos dentes superiores e inferiores.

  • Artéria meníngea média – irriga a dura-máter e o gânglio trigeminal.
  • Artéria alveolar inferior – ramos dentais e peridentais e ramo milo-hióideo
  • Artéria mentual
  • Artéria temporal profunda anterior
  • Artéria temporal profunda posteior
  • Artéria massetérica
  • Artéria bucal
  • Artéria alveolar superior posterior
  • Artéria infraorbital
  • Artéria esfenopalatina – ramo terminal (fossa pterigopalatina)
  • Artéria palatina maior, menor e descendente – irrigação da parte posterior do palato.

Artéria Temporal superficial:

  • Artéria transversa da face
  • Ramo frontal
  • Ramo parietal

Ramos terminais da artéria carótida externa envolvendo ATM:

  • Artéria maxilar
  • Artéria temporal superficial
  • Artéria alveolar inferior

 

Sistema Venoso da Cabeça e do Pescoço

As veias são vasos aferentes ao coração, responsáveis pelo retorno do sangue dos tecidos. As veias menores, que desembocam em veias maiores são denominadas veias tributárias. Quando localizadas profundamente, as veias geralmente acompanham o trajeto das artérias e são denominadas veias satélites e tem o mesmo nome das artérias.

Veias da cabeça: a drenagem venosa intracraniana é feita, sobretudo, pelos seios venosos da dura-máter e a drenagem extracraniana é feita essencialmente pelos sistemas da veia facial e da veia retromandibular.

Veias do pescoço: a drenagem venosa do pescoço é feita de maneira semelhante a descrita para a cabeça. As veias superficiais são as veias jugulares anteriores e as veias jugulares externa. As veias profundas são as veias jugulares internas. Duas veias maxilares se unem a veia temporal superficial para formar a veia retromandibular – que é  a veia responsável pela drenagem do sangue do plexo venoso pterigoideo, formada pela união da veia temporal superficial com as maxilares.

Sobre Jefferson

3 comentários

  1. Gostei muito do conteúdo. Faço odonto e tenho prova de anatomia dia três e quase não tenho matéria. Esse conteúdo vai me ajudar.

  2. I like the hepful information you provide for your articles.
    I will bookmark your blog and check again here regularly.
    I’m somewhat sue I’ll learn many new stuff right right here!
    Goodd ljck for thhe next!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top
X