Saliva

 Fluido complexo produzido por glândulas salivares e que reveste as estruturas bucais.

Componentes salivares

1° Água 99% – limpeza, umidificação e proteção da mucosa;

2° Material orgânico – proteínas estaterina, betoferrina, lisojema e amilase;

3° Material inorgânico – Íons com carga: Ca+2, HCO3, F, H+, PO4-3

Volume de fluxo salivar (VFS)

Diário – 1 a 1,5 L.

Normal – 1,0 a 3,0 ml/min.

Baixo – 0,7 a 1,0 ml/min.

Hipossalivação – abaixo de 0,7 ml/min.

Xerostomia – abaixo de 0,1 ml/min.

 É importante medir a secreção salivar (Sialometria)?

Sim. Diagnostico de hipossalivação;
Avaliar a capacidade de temperamento (equilibrar o pH).

Fatores que afetam o VFS:

  1. A) Medicamentos – antidepressivos, narcóticos, diuréticos (controle da P.A);
  2. B) Radioterapia;
  3. C) Doenças auto-imunes – síndrome Sjogren;
  4. D) Menópaussa e contraceptivos;
  5. E) Anorexia, jejum e desnutrição;
  6. F) Diabetes.

Funções da saliva

  • Função digestiva: Amilase (degrada amido), degradação mínima;
  • Lubrificante/Solvente: Facilita a deglutição do bolo alimentar, solubilização dos alimentos, percepção do sabor;
  • Defesa/Proteção:  Proteínas antimicrobianas;
  • Mecânica: Lavagem das superfícies bucais;
  • Capacidade de tamponamento: Reação química de estabilização do pH (bicarbonato, fosfato, murinas). [divider]

Componentes inorgânicos

1 – HCO3 – Principal sistema de tamponamento. Junto com o HCO3, aparece também o H2CO3 (ácido carbônico).

Reação de neutralização de ácidos bacterianos

HCO3 + H+ H2CO3 H2O + CO2

Reação de neutralização de bases bacterianas

OH + H2CO3 HCO3 + H2O

2 – Calcio – é um cátion bivalente com pH < 5,5, utilizado em eventos de remineralização dentaria.

  • A concentração de Ca+2 depende do fluxo circardiano;
  • Ca+2 depende de medicamentos;
  • Cálcio ionizado – Ca+2 pH, aumenta o cálcio ionizado.
  • Cálcio ligado – CaF2

3 – Fluoreto (F)CaF2 – Na saliva a maior parte do flúor está ligado a concentração da ingestão de compostos fluoretados. Quando incorporado ao esmalte dentário forma Ca10(PO4)6(F)2 (fluorapatita), tendo efeito bactericida e bacteriostático.

4 – SCN (Tiocianato) – Responsável pela neutralização do H2CO2 bacteriano.

SCN + H2O2     Tiocianato
SCNO + H2O   Hipotiocianato

5 – Fosfato – tampão PO4-3 3°       ácidos = H+ + PO4-3 HPO4-3

HPO4-2   2°       bases = OH + HPO4 H2O + PO4 -3
H2PO4   1°

6 – Hidrogenio – Influencia a maioria das reações químicas da boca.

– Variavel principal;
– Medido através do pH.
– Fontes de H: a- secreção glandular;

b- fluidos transitórios;

c- metabolismo bacteriano.

*Está relacionado com o consumo de carboidratos fermentáveis. [divider]

Componentes orgânicos

1 – Proteínas – Macromoléculas formadas por aminoácidos.

1°: sequência de a.a;

2°: dobra;

3°: envolve;

4°: 2 ou mais proteínas se envolvem.

1.1 – Proteínas salivares

Função: Antifúngico, antiviral, antibacteriano, tamponamento, digestão, mineralização, lubrificação, proteção de tecidos.
Exemplos:

– Estaticina;
– Lisozima;
– Lactoferrina;
– Amilose;
– Proteínas ricas em prolina (a.a).

2 – Glicoproteínas – Proteínas que contem carboidratos ligados a eles.

  • Agregar células bacterianas (defesa).
  • Tamponamento (estabilizar o pH) – Favorecem a adesão de bactérias ao dente

3 – Estaterina – Pequena proteína salivar com segmento amino terminal negativo.

*Impede a formação de cálculo dentário.

4 – Proteínas ricas em prolina (PRP) – Tem como aminoácido predominante a prolina.

  • Função idêntica a Estaterina (impedir a formação de cálculo);
  • Influencia a adesão bacteriana aos dentes, sendo a principal proteína para esta função.

5 –  Amilase salivar – Enzima salivar responsável pela degradação de amido.

6 – Lisozima (LZ) – Proteína catiônica.

  • Efeito bactericida ativando autolizimas bacterianas;
  • Tem atividade de muramidase (destruir o ácido murâmico da parede celular).

7 – Lactoferrina (LZ) – Rouba o ferro da célula bacteriana

  • Efeito bacteriostático;
  • Efeito bactericida.

*Ferro é indispensável pela bactéria.
*Efeito bacteriostático.
*Rompe a parede (efeito bactericida) inofosa.

8 – Sistema Peroxidase – responsável pela neutralização do H2O2 produzido pelas bactérias.

9 – Aglutininas e fibronectina – são glicoproteínas com funções análogas às glicoproteínas, mas em menor quantidade

10 – Lipídeos e Carboidratos – Pequenas Quantidades

11 – Imunoglobulinas – São glicoproteínas antimicrobianas.

  • Exemplos: IgA, IgD, IgE, IgM e IgG (anticorpos);

O anticorpo IgA apresenta maior quantidade entre os anticorpos na saliva, tendo função de defesa.

Conteúdo resumido da aula do professor João Armando Brancher, da Universidade Positivo
Contribuição: Leonardo Martins Sant’Anna [divider]

Autor:

jeff

 

 

Jefferson P. Oliveira, 24 anos. Acadêmico do 5º ano do  curso
de Odontologia da Universidade Positivo, Curitiba – PR

ENVIE UMA RESPOSTA