sábado, 20 dezembro, 2014
Inter-relação Dentística e Periodontia

Inter-relação Dentística e Periodontia

inter 2

Objetivo de compreender a importância da periodontia na execução da dentística restauradora.

inter 1

Levantamento radiográfico:

Intrabucais (periapical; bite-wing) extrabucais (panorâmica)

Exames:

  1. Exame bucal
  2. Exame dentário
  3. Exame periodontal

O exame dentário consiste em:

  • Caries
  • Anomalias na forma dental
  • Desgastes
  • Hipersensibilidade
  • Relação de contato proximal
  • Trauma de oclusão
  • Migração patológica dos dentes
  • Relações oclusais funcionais

Condições gengivais:

  • Cor
  • Forma
  • Posição
  • Aspecto superficial
  • Consistência e gengiva inserida

Localização dos términos cervicais

  1. coronal 
  2. ao nível
  3. intra-sucular ou subgengival

Coronal:

Nas técnicas supra-gengivais o que se tem são vantagens, como:

  • Reprodução dos términos cervicais por moldagens
  • Adaptação, acabamento da restauração
  • Remoção de excessos de material restaurador
  • Verificação da integridade marginal
  • Capacidade do paciente higienizar
  • Manutenção do contorno gengival

A margem supra gengival do preparo é a melhor solução para a manutenção da saúde periodontal, pois os tecidos sulculares estão em contato com  a estrutura dental natural.

Intra-sulcular:

  • São aqueles términos colocados e confinados ao sulco gengival
  • Por requerimento estético
  • Para substituir ou recobrir extensão Intrasulcular de restauração pré-existente
  • Presença de carie, abrasões, erosões que degradem o terço cervical
  • Fraturas ou perfurações no sulco gengival
  • Para ganhar retenção

As técnicas subgengivais em sua maioria apresentam desvantagens, como:

  • Dificuldade de acabamento e polimento das bordas cervicais das restaurações
  • Lisura de superfícies do material restaurador
  • Inadequação dos meios de higiene na remoção da placa do interior do sulco gengival
  • Danos periodontais causados durante o procedimento do preparo da restauração

inter4

Quando a margem cervical do preparo necessita ser levada intra-sulcularmente, esta não deve ultrapassar 0,5 mm dentro do sulco gengival”

Baratieri, L.N, et al 1989

Considerações

  • Maior inflamação marginal associada a restaurações infra-sulculares
  • Adaptação e acabamento das restaurações possuem efeito favorável sobre a saúde gengival
  • Há relação entre acumulo de placa bacteriana e restaurações deficientes
  • Términos intra-sulculares registraram maiores índices de recessão gengival

inter5

  1. Dique:  a tensão do lençol de borracha faz com que a gengiva seja afastada em direção apical, favorecendo a exposição do sulco gengival.
  2. Fio Retrator: Químico – encolhimento do tecido | Físico – deslocamento mecânico (a presença de vasoconstritor ajuda diminuindo um possível sangramento)
  3. Cirúrgico: gengivectomia e aumento de coroa clínica.

inter6

Sobre Jefferson

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top
X