[dropcap]A[/dropcap] placa dental como um depósito microbiano de ocorrência natural representa um biofilme verdadeiro, que consiste em bactérias em uma matriz composta principalmente de polímeros extra-celulares de origem bacteriana e produtos do exsudato do sulco gengival e/ou saliva.

Fases da Formação do Biofilme Dental:

  • Formação da película adquirida
  • Colonização das superfícies dentárias por bactérias
  • Colonização secundária e maturação da placa

1. Formação da Película Adquirida 

  • Película de glicoproteínas salivares
  • Forças eletrostráticas, Van der Waals e hidrofóbicas
  • Função de barreira protetora
  • Substrato para microrganismos

2. Colonização das superfícies dentárias por bactérias

  • Inicialmente mo. Facultativos gram-positivos
  • União através de moléculas da superfície bacteriana adesinas*/ (receptores do biofilme dental)
  • Transição do meio aeróbio para um meio privado de oxigênio
  • Sucessão de microorganismos anaeróbios

*Adesinas são estruturas da superfície bacteriana que interagem com receptores específicos nas células eucarióticas. A bactéria pode expressar uma ou mais adesinas, sendo esta expressão regulada por fatores do ambiente e do hospedeiro

(Finlay & Falkow, 1989).

3. Colonização secundária e maturação da placa

  • Microrganismos se aderem a bactérias que já estão na massa da placa (CO-AGREGAÇÃO*)
  • Bactérias gram-negativas

*O mecanismo de Co-agregação pode ser definido como interações específicas entre moléculas de proteínas e carboidratos localizadas nas superfícies das células bacterianas. (É nesta fase que ocorre o aparecimento dos espiroquetas.)

Fase Inicial de Desenvolvimento: adesão microbiana
Fase de Acumulação: agregação e co-agregação de microrganismos

Interação Reversível 

  • Interações hidrofóbicas
  • Atração eletrostática
  • Vibração molecular

Interação Irreversível 

  • Contato com o biofilme

Bactérias relacionadas às doenças gengivais e periodontais: 

Gengivite

Periodontite Crônica

Periodontite Agressiva

Streptococcus sanguis

Porphyromonas gingivalis

A.actinomycetemcomitans

Streptococcus milleri

Prevotella intermédia

Porphyromonas gingivalis

Actinomyces Israelli

A. actinomycetemcomitans

Bacteroides Forsythus

Actinomyces naeslundii

Bacteroides Forsythus

Prevotella intermedia

Peptostreptococcus micros

Capnocytophaga spp

Wollinella recta

Fusobacteium nucleatum

Eubacterium spp

Treponema spp.

Espiroquetas

Fusobacterium spp

Campilobacter rectus

Candida spp

Treponema spp

Placa não-específica:  A doença periodontal resulta da elaboração de produtos nocivos por toda flora bacteriana

 Placa específica:  A doença periodontal resulta apenas da placa patogênica  e sua patogenicidade depende da presença ou aumento de mo. específicos [divider]

Gengivite Experimental em Humanos (Loe et al., 1965)

  • Estudantes de odontologia/protéticos (12 indivíduos)
  • Após 21 dias todos os indivíduos apresentavam gengivite
  • Obtenção de amostra de placa durante todo período de formação do biofilme dental
  • Coloração de Gram

Classificação das bactérias

1. FASE INICIAL – gengiva saudável

  • 90% de cocos e bastonetes gram positivos
  • 10% de cocos e bastonetes gram negativos

2. FASE I –  desenvolvimento do biofilme dental (2 dias)

  • aumento no número de todos os tipos de bactérias
  • aumento na proporção de cocos e bastonetes gram-negativos

 3. FASE II – (3 a 4 dias)

  • proliferação de fusobactérias e microrganismos Filamentosos

 4. FASE III – (5 a 9 dias)

  • aparecimento de espirilos e espiroquetas
  • após 7 dias – cocos e bastonetes menos de 50% da flora
  • após 3 semanas – pouca alteração na distribuição bacteriana

Fatores de virulência bacteriana

– Aderência bacteriana no meio periodontal

– Invasão dos tecidos do hospedeiro

  • através de ulcerações no epitélio
  • diretamente

– Evasão bacteriana dos mecanismos de defesa do hospedeiro

Conteúdo retirado da aula da Profª Carmen Storrer

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia !

    Bem, venho acompanhando sue site e acho bastante pertinente. Gostaria de aproveitar a oportunidade de PARABENISÁ-LO, por compartilhar com os colegas de Curso sobre assuntos já abordado em vossa trajetória de acadêmico de Odonto.

    Sou do Nordeste estado de PE e moro na Veneza Capital do estado.

    Att.
    Lopez.

  2. Amei esse site!!! O resumo é maravilhoso e de fácil compreensão. Sou estudante de Odontologia da UNINOVE/ 4 Semestre, na cidade de São Paulo. Continue, ajudados os acadêmicos, com matérias tão importante quanto Periodintia. Muitas vezes, precisamos de mais aprofundada teoria, sobre determinados assuntos, aqui, encontrei uma parceria. Obrigada!!! (Ellen Brito)

ENVIE UMA RESPOSTA