O nervo trigêmeo, classificado como o V par craniano é considerado o maior nervo do crânio, com características aferentes e eferentes, subdividindo-se em três ramos calibrosos.

Nervo Misto: 

  • Raiz sensitiva (aferente somático):

Temperatura, dor, pressão e tato da face

  • Raiz motora (eferente visceral especial):

Mastigação

– M.m: temporal, masseter, pterigóideo lateral, pterigóideo medial, milo-hioideo, digástrico (ventre anterior)

Inerva:

Face, dura-máter, cavidade nasal, dentes, gengiva, língua e músculos da mastigação.

Do gânglio trigeminal (localização: fossa média do crânio)

→Nervo Oftálmico – fissura orbital superior;

→Nervo Maxilar – forame redondo;

→Nervo Mandibular – forame oval 

Origem aparente craniana: Fissura orbital superior; forame oval

Origem aparente encefálica; região lateral da ponte


 

Área de inervação do Trigêmeo

1.       Raiz sensitiva

Fibras  extereoceptivas:

Face, cavidade nasal e bucal, seios da face, globo ocular e meninges

Fibras proprioceptivas:

ATM, dentes, periodonto, palato duro, músculos da mastigação

 2.      Raiz motora

Músculos da mastigação:
Masseter, Temporal, Pterigóides lateral e medial

Músculos supra hióideos:
Ventre anterior do Digástrico, Milo-hioideo

Cavo trigeminal (dura-máter) – seio cavernoso  → proteção

Um único neurônio não é capaz de ir da periferia (onde capta o estimulo) ao córtex cerebral (onde o estimulo é interpretado), assim temos muitas vezes mais neurônios envolvidos nesse processo que chamamos de via trigeminal.


 

Distribuição periférica do nervo trigêmeo

1.       Nervo oftálmico (V1)
Primeiro ramo do nervo trigêmeo – sensitivo  

É um nervo aferente que inerva:

  • Frontal;
  • Couro cabeludo
  • Seio frontal;
  • Pálpebra superior;
  • Mucosa nasal;
  • Bulbo;
  • Conjuntiva;
  • Saco e glândula lacrimal;
  • Nariz externo;

1ª subdivisão do nervo oftálmico – Ramo Meníngico

Antes de exteriorizar-se pela fissura orbital superior (origem aparente craniana), emite o ramo meníngico que inerva a dura-máter.

Após passar pela fissura orbital superior divide-se em três ramos:

  • Nervo Frontal;
  • Nervo Nasociliar;
  • Nervo Lacrimal

2.       Nervo Maxilar (V2). Forame redondo
Segundo ramo do nervo trigêmio – sensitivo

O nervo maxilar percorre um curto trajeto e chega na fossa pterigopalatina onde emite outro ramo colateral, o nervo zigomático. Ele é responsável por veicular fibras pós-ganglionares secreto motoras para a glândula lacrimal.

3.       Nervo Mandibular (V3). Forame oval
Terceiro ramo do nervo trigêmio – possui porção sensitiva e motora 

Antes de exteriorizar-se pelo forame oval (origem aparente  craniana) podemos observar individualmente a porção sensitiva e a porção motora

Divide-se em: tronco anterior e tronco posterior, que também subdividem-se em:

Anterior:

  • Tronco Têmporo-massetérico
  • Tronco Têmporo-bucal

Posterior

  • Nervo alveolar
  • Nervo lingual 

10 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite.
    Iniciei odonto no ano passado,mes de agosto,ou seja,estou no segundo semestre,e o material de apoio que temos é muito restrito.
    Hoje,neste momento é que encontei seu site,estava ou estou a procura de um cranio para colorir,com o sistema venoso,arterial e nervos,se tivesse encontrado na semana passada teria tirado 10 em minhas provas.Mas nunca é tarde para aprender mais.
    Sua iniciativa ajudará muito quem está começando,e também aqueles que precisam recuperar o que esqueceram e o que nunca aprenderam.
    Parabens

    • Muito obrigado Cristina. São por motivos assim que eu tenho mais vontade de continuar publicando. Continue acessando e caso precise de alguma coisa que não tenha no Odonto Up é só me mandar um recado aqui dizendo do que precisa que vou procurar e mais rapidamente publicar. Obrigado =)

  2. Resumiu muito bem sobre o Nervo Trigêmeo, me ajudará bastate. Continue publicando sempre que puder, você não tem ideia de como nos ajuda. Valew mesmo meu caro, um abraço!

  3. Olá Doutor Sou Foboaudiologa e tenho um paciente que teve AVC. Portanto, quando faço exercícios para o Sistema Estomatognatico onde realizo abertura da mandíbula para uma possível deglutição já que o mesmo tem Gtt quando realizo este procedimento, o mesmo apresenta dores na região dos olhos… Minha pergunta é… É possível que o nervo craniano V Trigêmeo está intimamente ligado a estes movimentos ou posso considerar algum deficit?

  4. Valeu pela diga Eu sou estudante de odontologia do 4* ano, falo apartir de Angola continue assim pois estas a contribuir para o vasto conhecimento sobre Estomatologia e nao so , no teu Pais como no mundo fora.

  5. Sofro há dois meses com nevralgia no trigêmeo inclusive há vinte dias atraz tive uma inflamação no penúltimo dente inferior direito( lado da dor) só ontem tive autorização médica para rerira-lo.
    Estou com muito medo porque vou ter que tirar pelo SUS .

  6. Ajudou me muito tava confuso sobre esse nervo assim to bem esclarecido. Também curso Medicina dentária.

ENVIE UMA RESPOSTA