[dropcap]A[/dropcap] articulação temporomandibular é uma das articulações mais complexas do nosso corpo. O cirurgião-dentista deve não só conhecer a anatomia, mas também suas alterações, tratamentos frente a injúrias articulares e oclusão. Por sua grande importância, selecionamos algumas questões que ajudarão nos seus estudos. Confira:

1) O conceito de oclusão funcional diz que: “oclusão funcional é aquela que apresentaria, em suas relações estáticas e dinâmicas, características de não gerar dano ao sistema estomatognático”. Entretanto, OCLUSÃO IDEAL tem critérios bem definidos que a definem. Cite os critérios para uma oclusão ideal.

2) Com relação ao articulador semi-ajustável, responda as seguintes questões:
a) Quais os componentes do arco facial?
b) Qual o objetivo do arco facial?

3) Descreva a montagem dos modelos no ASA

4) Considerando a importância da neuroanatomia e neurofisiologia da dor bucofacial, temos que ter alguns conceitos definidos, como nocicepção, dor, sofrimento e comportamento doloroso. Defina esses conceitos:

5) Para a percepção de uma dor originada na ATM, há um caminho nociceptivo das estruturas periféricas até o sistema nervoso central. Esse processo envolve a transdução, transmissão, modulação e até percepção da dor. Descreva as estruturas e mecanismos que são responsáveis nesse processo.

6) Descreva o reflexo miotático ou de estiramento, e sua importância.

7) Discorra sobre os fatores etiológicos das Desordens Temporomandibulares:

8) Defina dor heterotrópica, dor referida e co-contração protetora:

9) Quais são as Desordens Temporomandibulares Musculares e descreva as características de cada:

 

Respostas

 

Questão 1: DVO adequada, axialidade de forças, oclusão mutuamente estável, contatos simultâneos bilaterais, manutenção do plano oclusal.

Questão 2:
a)
Garfo, relator náseo, arco facial propriamente dito e olivas.
b) O arco facial nos proporciona uma visão tridimensional da maxila, ajudando a determinar a sua altura durante a montagem do articulador.

Questão 3: Moldagem do paciente para obtenção do modelo, vazar o gesso e cortar o modelo após endurecimento do mesmo, marcação de contatos do arco facial em godiva (posicionando com as olivas e relator náseo), desprogramação com as lâminas de long deixando o paciente em RC e marcação de contatos com a cera rosa número 7 (lembrando de cortar os excessos marginais), montagem do modelo superior do articulador com auxílio da balancinha, montagem do modelo inferior em articulador. Realizar calibragem do ângulo de Bennet e guia condilar.

Questão 4:
Dor: Experiência sensorial e emocional desagradável, associada a um dano tecidual real ou potencial.
Nocicepção: Estímulo nocivo originado do receptor sensitivo. Esta informação é transportada para o sistema nervoso central.
Sofrimento: Como o ser humano reage a percepção da dor. O sofrimento pode ser proporcional a dor ou nocicepção.
Comportamento Doloroso: São as ações visíveis e auditíveis do indivíduo para comunicar seu sofrimento (como o paciente relata a dor).

Questão 5:
Transdução: Estímulos nocivos levam à atividade elétrica nos receptores nociceptivos.
Transmissão: Impulsos nociceptivos para o sistema nervoso central: neurônios aferentes à tálamo à córtex à sistema límbico.
Modulação: Controle dos neurotransmissores pelo sistema nervoso central.
Percepção: Impulsos atingem o córtex.
(Neurônio Aferente à SNC à Tronco Encefálico (sinapse) à tálamo àcórtex).

Questão 6:
Protege o sistema mastigatório de repentino estiramento de um músculo e mantém a estabilidade do sistema musculo esquelético com o tônus muscular. Com a força da gravidade puxando o músculo para baixo o reflexo miotático mantém em posição de repouso protegendo os músculos do estiramento excessivo. A sua importância é dada através dos fusos que percebem esse estiramento excessivo. Não vai para o córtex.

Questão 7: São multifatoriais, podem decorrer por fatores iniciadores, perceptuadores, ou predisponentes. São comuns traumas, estresse excessivo, contatos prematuros, movimentos parafuncionais e hábitos nocivos.

Questão 8: Dor Heterotrópica: Local da do sentimento de dor diferente do local de origem da dor (geralmente causado por uma dor já crônica não tratada).

Questão 9: Contração protetora, dor muscular localizada, dor muscular tardia, dor miofacial, mioespasmo, miosite.

ENVIE UMA RESPOSTA