Para o sucesso do tratamento em odontopediatria, é necessário que o mesmo seja realizado baseado em uma ordem de procedimentos, que para uma melhor didática, é dividido em 4 fases.

1)      Fase sistêmica: conjunto de medidas e manobras para resolução de problemas sistêmicos.

O objetivo dessa fase é reduzir os riscos à saúde sistêmica do paciente pediátrico. Ex.: profilaxia antibiótica.

2)      Fase Preparatória (prevenção): neste momento far-se-á a adequação do meio bucal e do comportamento da criança, facilitando a fase restauradora. 

É uma fase onde se tem medidas de controle, sendo a que tem o maior tempo de duração.

Adequação do meio bucal: refere-se ao conjunto de manobras utilizadas para preparar a cavidade bucal para o procedimento restaurador. Tomando-se com base a doença cárie, é nesta fase que ela será devidamente controlada. Assim, tem-se que a cárie não é um desequilíbrio resolvido com a restauração, sendo que esta tem o objetivo de tratar apenas as seqüelas da doença.

3)      Fase Restauradora: visa o restabelecimento estético e funcional

Aqui, as doenças ja estão controladas e começam os procedimentos restauradores.

4)      Fase de Manutenção: esta fase refere-se a estabelecimento das periodicidades das consultas, lembrando que tal fato depende da individualidade do caso. Dessa forma, pode ser determinando pela atividade/risco à doença periodontal, má-oclusão e principalmente, à doença cárie. Assim, deve-se avaliar: qual a capacidade que o paciente tem de manter sua própria saúde bucal, capacidade de HB, dieta, etc.

  • A presença e quantidade de placa nos incisivos superiores ajudam a determinar o risco de cárie
  • A presença e gravidade de lesões cariosas nos primeiros molares permanentes ajudam a determinar a atividade de cárie.

Para aprofundar seu conhecimento na prática clínica, obtenha o livro de Odontopediatria da Sada Assed, aqui:

sada assed

[divider]
Conteúdo baseado Compêndio 2011 – Amanda Mushashe, com alterações e adaptações realizadas por Jefferson Oliveira.

Autor:

jeff

 

 

Jefferson P. Oliveira, 24 anos. Acadêmico do 5º ano do  curso
de Odontologia da Universidade Positivo, Curitiba – PR

 

 

ENVIE UMA RESPOSTA