As preocupações estéticas sempre foram muito comuns na sociedade. Rugas e marcas de expressão são as maiores queixas. Esse post vai mostrar como o cirurgião-dentista pode ajudar a quem recorre a procedimentos estéticos para melhorar a aparência.

Conselho Federal de Odontologia fez modificações na RESOLUÇÃO Nº 145, que fala sobre a liberação do ácido hialurônico na odontologia, alterando a redação do artigo CFO-112 /2011.
Art. 1 Permitir o uso do acido hialurônico em procedimentos odontológicos, com reconhecida comprovação cientifica.

O ácido hialurônico, que é uma substância produzida fisiologicamente em nosso organismo, trata-se de um líquido viscoso altamente solúvel em água a maior parte encontrada na pele, o que confere ao órgão volume, sustentação, hidratação e elasticidade.

acido hialuronico

O ácido hialurônico encontra-se em todos os órgãos do nosso corpo, em diferentes proporções, sendo que a pele contém 56 % do total. No nosso organismo, esta substância é responsável pelo volume da pele, forma dos olhos e lubrificação das articulações, sendo normalmente produzido e degradado. Como método terapêutico, pode ser obtido a partir de animais ou a partir da fermentação de bactérias.

O procedimento não tem contraindicações e os riscos de efeitos colaterais são mínimos. Esta técnica consiste em aplicar o ácido com uma seringa, sobre a pele, nos locais afetados pelo envelhecimento. Os contornos faciais e o volume são recuperados e o resultado é imediato.

Indicações

Indicado para a reposição do ácido hialurônico natural, atenuando o envelhecimento e restabelecendo a harmonia da pele.

Contra indicações

  • Infecção ativa de pele;
  • Gestação;
  • Amamentação.

Quando se está fazendo algum outro procedimento estético, como peeling, é recomendado aguardar toda a recuperação da pele, para depois realizar o preenchimento com ácido hialurônico.

O preenchimento cutâneo não é indicado para pessoas que já tiveram quelóides ou algum tipo de doença de pele aguda ou crônica ou algum problema de cicatrização.

As áreas mais frequentemente tratadas na odontologia são

  • Rugas entre o nariz e a boca;
  • Rugas ao redor da boca;
  • Olheiras profundas;
  • A chamada “maçã do rosto”;
  • Lábios (melhorar seu contorno e volume);
  • Queixo.

Procedimento

A aplicação é realizada na pele adequadamente higienizada. É feita uma anestesia local tópica com creme ou gel ou por uma pequena punção no local da aplicação. O ácido é injetado logo abaixo da pele e serve para suavizar linhas de expressão, rugas, cicatrizes e outras imperfeições da pele.

Por não ser um procedimento complexo, o paciente não precisa se afastar de suas atividades diárias para sua recuperação.

Recomenda-se o uso de gelo nos locais de aplicação para evitar hematomas e inchaço, além de pomadas específicas.

É importante ressaltar que as regiões que são preenchidas com ácido hialurônicos não perdem a sensibilidade por serem infiltrações superficiais.

ENVIE UMA RESPOSTA