Sequência PPR
1. Obtenção do modelo de estudo
2. Delineamento da PPR
3. Confecção dos nichos e desgastes (a partir do modelo)
4. Obtenção do modelo de trabalho
5. Confecção estrutura metálica
6. Prova da estrutura e registro dos intermaxilares
7. Montagem no Articulador Semi-Ajustável (A.S.A)
8. Montagem dos dentes
9. Prova dos dentes em boca
10. Acrilagem
11. Instalação
12. Proservação

Extremo Livre: lado da arcada que não possui dentes posteriores.

Dente Pilar Direto: Dente próximo ao espaço protético.

Dente Pilar Indireto: Dente que não está próximo ao espaço protético, mas que faz parte do conjunto.

Princípios dos grampos:

Fixação (suporte): principio onde o grampo  resiste às forças que tendem a deslocá-lo no sentido oclusal. Para isso deve existir o apoio como elemento participativo, podendo ser oclusal, incisal ou palatino/lingual. (FORÇA VERTICAL)

Retenção: principio onde o grampo resiste á forças que o removem do local de assentamento. Este item é dado pelos braços de retenção do grampo.

Reciprocidade: quando a coroa sofre forças horizontais que tendem a deslocá-lo no ato de remoção e inserção, bem como no seu ato de função, baseando no princípio físico de que duas orças iguais numa mesma direção e sentidos opostos se anulam. Esse princípio é dado pelo elemento de braço de oposição do grampo.

Estabilidade: princípio que mantém a prótese estável quando está em repouso. Conferida por todos os elementos em ação simultânea. Isto significa que o aparelho é removível e não móvel.

Abraçamento adequado: a ação de abraçamento deve envolver mais de 180° da circunferência total da coroa de suporte. Não havendo um adequado abraçamento, poderá ocorrer deslocamento da peça em uma direção e o dente suporte em direção contrária.

Passividade: o grampo não deve transmitir força alguma ao dente de suporte, quando a prótese estiver assentada em seu local de função.

Ponta ativa: deve ser localizado integralmente na área retentiva da coroa, além de apresentar flexibilidade máxima.

Equador Protético: é o equador em relação a todos os dentes, considerando o mesmo eixo de inserção e as diferentes inclinações dos dentes entre si. Também é definido como a linha imaginária que divide área retentiva de área expulsiva, é a linha de maior convexidade dos dentes (acima dessa linha = expulsiva / abaixo dessa linha = retentiva). É determinada pelo grafite no delineador.

Equador Anatômico: é o maior contorno de cada dente considerado individualmente

Terço médio: onde cruza o equador protético. Apresenta flexibilidade moderada

Ombro ou terço rígido: localizado junto ao corpo do grampo, na área não retentiva da coroa. Esta área não apresenta flexibilidade

Conteúdo baseado na aula do Profº Eduardo Moraes, Universidade Positivo

Fonte da imagem destacada: http://sevenoaksdentalcentre.com/services-3/dentures/

1 COMENTÁRIO

ENVIE UMA RESPOSTA