• Partes: encéfalo, medula, espinha;
  • N.C – encéfalo/medula;
  • N.P – S.N.P somático/S.N.P autônomo (simpático e parassimpático).

Sistema Nervoso Central (SNC)

SNC1

Sistema Nervoso Periférico (SNP) 

snp1Tecido nervoso

  • Principal tecido do sistema nervoso;
  • Tipos celulares – neurônios e células da glia;
  • Neurônios – condução de impulsos nervosos;
  • Células da glia – responsáveis pela manutenção dos neurônios;
  • Tipos de neurônios – neurônio associativo, sensorial e um final que faz a condução do sentido;
  • Na repolarização do neurônio é feito por transporte ativo
  • Tipos de condução – continua e saltatório.

Sinapses

  • Ligações entre neurônios (interneurais);
  • Neuro muscular – neurônio-muscular;
  • Neuro glandulares – neurônio-célula glandular.

Células da Glia

  • Também chamada de neuroglia;
  • Menores que os neurônios.

Funções

  • Sustentação do tecido;
  • Produção de mielina;
  • Remoção de excretas;
  • Fornecimento de substancias nutritivas aos neurônios;
  • Fagocitose de restos celulares;
  • Isolamento dos neurônios.

SNP – função

  • Ajustar o organismo animal ao ambiente;
  • Perceber e identificar as condições ambientais externas.

SNC – função

  • Processamento e integração das informações.

Sistema nervoso autônomo

Via motora autônoma = neurovegetativa

  • Nível subcortical;
  • Simpático e parassimpático.
  • Opera por reflexos viscerais;
  • Sinais sensitivos de parte do corpo enviam impulsos ao centro medular;
  • O SNA atua no musculo liso, cardíaco e glândulas.

Cadeia simpática

  • Descarga simpático adrenal;
  • Dilatação da pupila;
  • Taquicardia;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Vasoconstrição;
  • Inibição gastrointestinal;
  • Efeitos metabólicos (energia).

SNA simpático – Gastador

  • Emerge a nível medular T1 e L2;
  • Enerva glândula supra-renal;
  • Atuação generalizada;
  • Dispendia (gasto) de energia;

Receptores adrenérgicos

  • Vasoconstrição – α;
  • Vasoconstrição – β;
  • Aceleração cardíaco – β;
  • Contração do miocárdio – β;
  • Bronquiodilatador – β.

SNA parassimpático

  • Nervos cranianos III, VII, IX e X;
  • Não enervo – vasos, glândulas sudoríparas, pelos, baço e supra-renal;
  • Atuação mais restritiva;
  • Restauração e conservação de energia.

Integração simpático e parassimpático

  • Órgão com inervação (dupla) simpática exclusivo;
  • Hipotálamo – função integradora;
  • Sistema límbico – função modeladora;
  • Córtex cerebral – função reguladora fina.

Quais as respostas complexas do hipotálamo?

  • Comportamento emocional – descarga simpática adrenal;
  • Controle hormonal –fatores hormonais;
  • Balanço energético – maior atividade gastrointestinal;
  • Temperatura – maior temp. parassimpático, menor temp. simpático;
  • Omularidade plasmática – seleção de respostas somáticas;
  • Glicemia – regulação balanço hídrico, metabólico e reprodutivo.

Ato reflexo

  • Permite a reação rápida do organismo em casos de emergência;
  • Respostas rápidas sem a participação do encéfalo;

Participam o nervo sensorial, medula (nervo associativo e nervo motor)

Conteúdo retirado da aula de Fisiologia Humana da Universidade Positivo
Contribuição: Leonardo Martins Sant’Anna
Imagem em destaque: medicinaemcasa.com

Autor:

jeff

Jefferson P. Oliveira, 24 anos. Acadêmico do 5º ano do  curso
de Odontologia da Universidade Positivo, Curitiba – PR

 

ENVIE UMA RESPOSTA