O termo sutura é usado para designar todo material utilizado para ligar (amarrar) vasos sanguíneos ou aproximar tecidos. Na Odontologia, o objetivo principal da sutura é posicionar e manter firme o retalho cirúrgico a fim de promover cura. Se os retalhos não forem aproximados, consequentemente, uma hemostasia inadequada ocorrerá.

Para realizar uma sutura, alguns materiais são essenciais, como a agulha, o fio e o porta-agulhas.

Agulha e Fio

A agulha tem como finalidade levar o material de síntese através dos tecidos, causando mínima lesão tecidual. A seleção da agulha é determinada pela acessibilidade do tecido a ser suturado; pelo diâmetro do fio de sutura e pelo tipo de tecido. As agulhas podem ter diferentes dimensões, calibre e forma.

É importante levar em consideração quando na escolha do fio, suas características de comportamento físico e biológico em relação ao processo de cicatrização do tecido a ser suturado.

sutura importante

Deve ser lembrado que dentro da classificação dos fios de sutura, o número de zeros que vem escrito na embalagem informa o calibre do fio e também sua força tênsil. Assim, quanto maior o número de zeros na classificação dos fios, menos calibroso ele será e terá menor força tênsil, porém será mais delicado. O contrário também é verdadeiro.

Os fios podem ser classificados em não-absorvíveis e absorvíveis:

1. Não-absorvíveis

Seda: Filamento proteico obtido do bicho-de-seda.
Vantagens: Não irritante, barato, fácil de manusear, nó firme.
Desvantagem: Acumula placa (indicado para pacientes com boa higiene)

Nylon: Não absorvível, porém biodegradável
Vantagens: Maior resistência, flexível, não irritante, menor reação tecidual
Desvantagens: Difícil de manusear, perde resistência, não produz nó firme.

Poliéster: Sintético, multifilamentado, resistente e com uma durabilidade grande. Os fios de poliéster requerem um mínimo de cinco nós para uma fixação estável e segura..

Algodão: Multifilamentar, fio maleável e agradável ao tato, o que propicia um nó forte. Os fios de algodão requerem um mínimo de três nós para uma fixação segura.

2. Absorvíveis

Categute: Biológico. Do intestino delgado de ovelhas ou serosa de bovinos. Pode ser:

Simples: absorção mais rápida – 5 a 10 dias
Cromado: absorção mais lenta – 20 dias

Ácido Poligalático (Vicryl): Sintético. Absorvido em 60 dias. Indicado para pontos intra-dérmicos e cirurgias maiores.

Tipos de Suturas

  • Ponto simples: melhor coaptação da papila interdental. Indicada para suturas interdentais, enxertos, biópsias, exodontias a retalho, cunhas distal.
  • Ponto em X externo: Bastante indicada para espaços edêntulos.
  • Ponto em X interno
  • Ponto em U horizontal
  • Ponto em U vertical
  • Ponto contínuo simples
  • Ponto contínuo festonado

Nó de Sutura

  • O nó completado deve ser firme
  • Deve ser o menor possível
  • Tensão excessiva deve ser evitada
  • Evitar o afrouxamento após o primeiro nó.

 Nó Cirúrgico X Ponto Cirúrgico x Sutura Cirúrgica

Nó cirúrgico: o entrelaçamento ordenado feito com as extremidades   livres do fio cirúrgico. É composto por três semi-nós:

  1. Contenção
  2. Fixação
  3. Segurança

Ponto cirúrgico: segmento de fio cirúrgico compreendido entre uma ou duas passagens deste no tecido. É a unidade da síntese.

Sutura cirúrgica: é o conjunto de pontos aplicados nos tecidos com o objetivo de união, fixação e sustentação.

Em breve, um post completo sobre os tipos de sutura. Fique atento e acompanhe o Odontoup.com.br na nossa página no Facebook, clicando aqui, ou siga a gente no Instagram @siteodontoup

ODO_5840Autor: Katheleen Miranda dos Santos
Graduação em Odontologia pela Universidade Positivo.
Aluna da Pós-Graduação em Cirurgia e Traumatologia
Buco-Maxilo-Facial da Universidade Positivo.

Referências

Resumo baseado na aula da Professora Melissa Rodrigues de Araújo –  Universidade Positivo.

Lee H.S. Princípios de Sutura em Odontologia – Guia completo para fechamento cirúrgico. Livraria Santos Editora Ltda., 2003.

ENVIE UMA RESPOSTA