Técnica de compactação termomecânica de cones de guta-percha e cimento por meio do uso de compactadores e condensação lateral.

McSpadden + Condensação Lateral + Cone principal e cimento + Cones acessórios + Compactador

A plastificação da guta-percha ocorre através do calor gerador pelo atrito do compactador que gira em baixa velocidade (8.000 a 15.000 rpm)

Instrumental necessário

  • Cone principal
  • Cones acessórios (menor quantidade)
  • Cones absorventes
  • Espaçadore digital
  • Cimento (menor quantidade)
  •  Placa de vidro
  • Espátula flexível
  • Compactador / Condensador de Guta (Gutta-Condensor, McSpadden)
  • Condensador vertical de Paiva
  • Lamparina

Passos da Técnica:

  1. Verificar momento correto de obturar (Sem dor, sem exsudato, selamento íntegro, preparo correto Técnica Híbrida)
  2. Remoção do selamento e curativo de demora (Irrigação + lima #15 + lima #DC (no CT))
  3. Seleção cone principal (=DC, CT – Visual, tátil e radiográfica)
  4. Irrigação com EDTA 17% e Secagem com cones de papel absorvente (5 min, cones no CT, iguais ao DC)
  5. Prova do cone principal  – realizar testes visual, tátil (travamento) e radiográfico
  6. Manipulação do Cimento (Placa despolida, espátula fina flexível, consistência “ponto de bala”)
  7. Seleção do compactador de McSpadden e calibração do comprimento (MAIOR que o DC, calibrar em CT – 3 mm)
    1 a 2 números MAIOR do que diâmetro cirúrgico (DC)
    Calibração visual (sem cursor) no CT – 3 mm
    Ex.: CT=22mm, calibrar na primeira marca
    Ex.: CT=19mm, calibrar no fim da parte ativa
    mcspadden
  8. Verificação do sentido de rotação do micro-motor (Sentido HORÁRIO)
  9. Passar cimento no cone principal (POUCO CIMENTO)
  10. Criar espaço com espaçador digital e levar 2 a 3 cones acessórios (POUCO CIMENTO)
    • Inserir Espaçador Digital (B, C ou D)
    •  Colocar 2 a 3 cones acessórios com pouco cimento
  11. Introduzir compactador DESLIGADO e acionar 10 Segundos, pequenos movimentos de bicadas verticais
    • Em baixa rotação (pelo menos 8000rpm)
    • SENTIDO HORÁRIO
    • Introduzir no canal DESLIGADO
    • ACIONAR em máxima velocidade
    • Movimentos de introdução e retirada, verticais
  12. Chegar no CT-3 ou próximo do CT-3 e REMOVER ACIONADO (Encostar na parede para remover)
    • Até alcançar o comprimento estabelecido (CT – 3 mm)
    • Retirar o compactador do canal, ACIONADO, encostando em uma parede
  13. Condensação Vertical (Com instrumento de Paiva FRIO) [divider]

Indicações:

Em quase todos os casos, exceto em canais com ápice aberto e não travamento do cone principal.

Vantagens:

  • Pode-se corrigir quantas vezes forem necessárias a obturação na mesma sessão
  • Controle apical da condensação lateral
  • Homogeneidade e compactação da guta pela ação termomecânica

Desvantagens:

  • Necessita treinamento prévio
  • Extravasamento apical
  • Fratura do compactador
  • Guta aderida no compactador

ENVIE UMA RESPOSTA