A maxila é um osso irregular e pneumático, com forma piramidal, compondo parte do viscerocrânio. Faz comunicação com a cavidade nasal. A maxila que é dividida em maxila direita e esquerda, se junta e forma todo o maxilar superior. Formam parte do teto da cavidade oral e do assoalho da cavidade nasal, orbita e seios nasais. Já o vértice, se relaciona com a apófise zigomática do osso zigomático. além de conter os alvéolos dentários superiores.

maxila viscerocranio

Posição anatômica

Anteriormente: espinha nasal
Cranialmente: processo frontal
Lateralmente: processo zigomático

Corpo

Seio Maxilar: grande cavidade piramidal dentro do corpo da maxila
Forame Infra-Orbitário: serve como uma passagem para os vasos e nervo infra-orbitais
Face Orbital: forma a maior parte do soalho da órbita

maxila vista frontal

maxila vista inferior maxila vista lateral

Processos

Alveolar: cavidades que alojam os dentes
Palatino: horizontal e projeta-se medialmente da face nasal do osso
Zigomático: eminência triangular e áspera, localizada no ângulo de separação das faces anterior, infratemporal e orbital
Frontal: lâmina que parte do limite lateral do nariz

processo alveolar  maxila

MAXILA (5)

processo zigomatico da maxila

processo frontal maxila

Articulação  

A maxila se articula com 9 ossos na região do crânio, são eles:

  1. Frontal;
  2. Lacrimal
  3. Etmoide;
  4. Nasal;
  5. Palatino;
  6. Concha nasal inferior;
  7. Zigomático;
  8. Vômer;
  9. Maxila do lado oposto.

frontal lacrimal Etmoide Nasal Palatino

concha nasal inferior

Zigomatico Vomer

Por ser um osso que abrange uma grande área do viscerocrânio, a maxila se relaciona, além dos ossos citados acima, com outras estruturas da face. Uma dessas estruturas são os seios maxilares. São espaços pneumáticos contidos no interior do osso, normalmente segmentados por septos ósseos, vindo a ser os maiores seios paranasais da face.

seio maxilar

A cavidade dos seios paranasais são revestidos por uma camada de muco denominada mucosa. A mucosa tem vários tipos de células: células epiteliais escamosas, células achatadas que revestem os seios e formam a maior parte da mucosa; células glandulares, similares às células das glândulas salivares, que produzem muco e outras secreções, além de células do sistema vascular e outras.

Outra estrutura que está associada a essa região é o corpúsculo adiposo da bochecha, também conhecido como Bola de Bichat. É um tecido adiposo, encapsulado, de forma arredondada e bastante vascularizado (artérias temporais e artérias faciais).

bola de bichatMusculatura relacionada com a Maxila  

Vários músculos da expressão facial tem sua origem (extremidade fixa) ou parte dela na maxila e em seus processos.

musculos relacionados maxila

Inervação 

Na região da maxila, dois nervos são responsáveis pela inervação: o nervo facial e o nervo trigêmeo.

nervo facial

Já o nervo trigêmeo, é o quinto par craniano, possuindo três ramos: o nervo oftálmico, o nervo maxilar e o nervo mandibular, com apenas os seus dois ramos superiores inervando região de maxila.

nervo trigemeo

Irrigação

A maxila é irrigada por uma série de ramos derivados das artéria maxilar, facial e outras.

irrigacao maxila

irrigacao interior maxiladrenagem maxila

Quer aprender mais sobre anatomia de cabeça e pescoço? Então clique aqui

E se você quiser ficar sempre por dentro das novidades do Odonto Up, curta nossa página no facebook e siga a gente no Instagram @siteodontoup

ENVIE UMA RESPOSTA