A biossegurança em odontologia compreende um conjunto de medidas empregadas com finalidade de proteger a equipe e os pacientes em ambiente clinico.

  • Práticas ergonômicas no exercício da profissão;
  • Controles dos riscos e químicos;
  • Princípios de controle de infecção.

Características do ambiente de trabalho do CD

  • Grande proximidade com o paciente;
  • Ambiente de trabalho de difícil acesso e fiscalização;
  • Rico em microrganismos patogênicos;
  • Manipulação de instrumentos perfuro-cortantes;
  • Utilização de material/instrumento que gera aerossol.

Os profissionais devem:

  • Tomar medidas para proteger a sua saúde e da sua equipe;
  • Evitar contato direto com matéria orgânica;
  • Limitar a propagação de microrganismos;
  • Tornar seguro o uso de artigos, peças anatômicas e superfícies.

Imunização

[quote_box_right]- Lavagem de mãos:[/quote_box_right]

  • Antes e após o atendimento a cada paciente;
  • Antes de calçar luvas e após retirado;
  • Quando as mãos forem contaminadas (acidentes).

[quote_box_right]- Evitar acidentes:[/quote_box_right]

  • Agulhas não devem ser reencapadas após o uso;
  • Brocas devem ser retiradas das pontas após o uso;
  • Cuidado com perfuro-cortantes, use pinça.

Uso de barreiras

  • Luvas;
  • Máscaras;
  • Óculos;
  • Avental/pijama;
  • Gorro

Recuperação do ambiente

  • Planejamento;
  • Descontaminação e barreiras.

Limitar propagação

  • Uso de deque de borracha;
  • Usar sugador;
  • Antissepsia previa da cavidade bucal;
  • Uso racional de spray.

Não desinfetar quando se pode esterilizar

  • Limpeza do instrumental – EPI;
  • Enxague;
  • Secagem;
  • Empacotamento;
  • Esterilização.

 

recite-1resjl8

Conteúdo retirado da aula do Prof Paulo Tomazinho, Universidade Positivo
Contribuição: Leonardo Martins Sant’Anna, Biotecnologia
Imagem em destaque: sldkcs.org

ENVIE UMA RESPOSTA