• Consiste na produção de luz a partir de uma reação química.
  • Dois produtos químicos reagem para formar um intermediário excitado ( de alta energia, que se decompõe liberando parte de sua energia como fotões de luz.

Como funciona

  • É quando os elétrons de um átomo recebem energia, saltam para camadas mais externas e depois voltam para as mesmas camadas mais internas.
  • Quando eles voltam, liberam energia na forma de luz, como os fogos de artifício. Ou quando se joga sal no fogo, por exemplo. O fogo fica amarelo alaranjado

Vantagens:

  • Exame basicamente automatizado e rápido
  • Várias amostras podem ser analisadas e distintas moléculas podem ser quantificadas de uma só vez.
  • Opção de ensaio com elevada sensibilidade

 Compostos quimioluminescentes usados

  • Derivados do luminol
  • *Necessita de um catalisador
  • *Reação lenta e gradual
  • *Depende de PH
luminol
fonte: www.neurosoup.info
  • Ésteres de acridina
  • Similar ao luminol
  •   Possui características luminescentes
  • Tempo de reação rápida
  • Alta sensibilidade

Eosina

É usada como “corante microscópio”, colorindo um grupo de leucócitos existentes no sangue, os eosinófilos

Eritrosina

  • Tem amplo uso na coloração de alimentos e em dentifrícios indicadores de placa bacteriana

 

[tabs type=”horizontal”][tabs_head][tab_title]Interessante [/tab_title][/tabs_head][tab]Luminol nas ciências forenses: Muito utilizado pelos peritos para detecção de sangue no local do crime, pois a reação do luminol necessita de um catalisador para acelerar a reação de oxidação- redução. Para isso, qualquer metal de transição poderia ser utilizado, mas, no caso de ser um teste para detectar a presença de sangue, o catalisador é o ferro presente na hemoglobina.[/tab][/tabs]

[tabs type=”horizontal”][tabs_head][tab_title]Referência [/tab_title][/tabs_head][tab]Conteúdo resumido do trabalho apresentado no Projeto de Extensão em Prevenção ao Câncer Bucal, coordenado pela Profª Ana Paula Ribeiro Braosi. [/tab][/tabs]

 

ENVIE UMA RESPOSTA