O músculo é feito, basicamente, de ventre e tendão. O ventre muscular (tecido muscular) é a parte cárnea, contrátil que em repouso apresenta um certo grau de contração reflexa, que é o tono muscular. O tendão (tecido conjuntivo denso modelado) é a parte que se liga ao osso, não contrátil e muito resistente (Anatomia Facial, Miguel Carlos Madeira).

O músculo está preso em duas extremidades. Uma das extremidades é fixa (origem) e a outra é verdadeiramente móvel (inserção)

A ação muscular – contração, será em direção à origem.

Suas funções são geralmente indicadas pelos seus próprios nomes, que revelam o movimento que fazem. Os de maior interesse para a odontologia são os peribucais, aqueles que circunscrevem a rima da boca.

Músculos da expressão facial

Apesar de sua designação de caráter funcional, as funções mais importantes dos músculos da expressão facial relacionam-se com a alimentação, mastigação, fonação e piscar de olhos.

Resumo dos músculos da expressão facial

Músculo

Origem Inserção

Função

Orbicular da boca Quase todo cutâneo; fóveas incisivas da maxila e mandíbula Pele e mucosa dos lábios; septo nasal Comprime os lábios contra os dentes; fecha a boca; protraí os lábios
Levantador do lábio superior Margem infra-orbital Lábio superior Levanta o lábio superior
Levantador do lábio superior e asa do nariz Processo frontal da maxila Asa do nariz e lábio superior Asa do nariz e lábio superior levanta o lábio superior e a asa do nariz (dilata a narina)
Zigomático menor Osso zigomático Lábio superior Levanta o lábio superior
Levantador do ângulo da boca Fossa canina da maxila Ângulo da boca Levanta o ângulo da boca
Zigomático maior Osso zigomático Ângulo da boca Levanta e retrai o ângulo da boca
Risório Pele da bochecha e fáscia massetérica Ângulo da boca Retrai o ângulo da boca
Bucinador Processos alveolares da maxila e da mandíbula na região molar; ligamento pterigomandibular Ângulo da boca Distende a bochecha e a comprime de encontro aos dentes; retrai o ângulo da boca
Abaixador do ângulo da boca Base da mandíbula (região molar ao tubérculo mentoniano) Ângulo da boca Abaixa o ângulo da boca
Abaixador do lábio inferior Base da mandíbula, acima da origem do depressor do ângulo da boca Lábio inferior Abaixa o lábio inferior
Mentoniano Fossa mentoniana acima do tubérculo mentoniano Pele do mento Enruga a pele do mento; everte o lábio inferior
Platisma Base da mandíbula Pele do pescoço Enruga a pele do pescoço
Orbicular do olho Quase todo cutâneo; ligamentos palpebrais; lacrimal e maxila Pálpebras e pele periorbital Fecha as pálpebras e a comprime contra o olho
Occipitofrontal Aponeurose epicraniana Pele do supercílio; região occipital Puxa a pele da fronte para cima
Prócero Osso nasal Pele da glabela Puxa a pele da glabela para baixo
Corrugador do supercílio Margem supra-orbital do frontal Pele da extremidade lateral do supercílio Puxa a superfície medialmente
Nasal Eminência narina Dorso do nariz Comprime a narina (parte transversa); dilata a narina (parte alar)
Músculos da Mastigação 

São considerados quatro músculos pertencentes ao grupo da mastigação. TRES ELEVADORES (masseter, temporal e pterigoideo medial) e UM PROTRUSOR (pterigoideo lateral).

Os músculos da mastigação recebem a inervação do nervo TRIGÊMIO, através de sua raiz motora, o nervo mandibular. Os ramos que chegam aos músculos recebem um nome equivalente ao do próprio músculo: nervo massetérico, nervos temporais profundos, nervo pterigoideo medial e nervo pterigoideo lateral.

Músculo Masseter

Retangular, espesso, forte, totalmente recoberto pela fáscia massetérica.
Parte Superficial: Origem na margem inferior do osso zigomático, estendendo-se atrás até a metade do arco zigomático (sutura zigomático-temporal). Inserção  na face lateral do ramo da mandíbula
Parte Profunda: Origina-se da margem inferior e face medial do arco zigomático e se insere na tuberosidade massetérica.

Na movimentação da boca o masseter é o músculo que ELEVA a mandíbula com maior potência. Por sua parte superficial a mandíbula sobe, já a parte profunda age principalmente na manutenção da oclusão forçada por longos períodos.

Músculo Temporal

Coberto pela densa fáscia temporal. Origem no soalho da fossa temporal e superfície medial da fáscia temporal e inserção no processo coronóide  da mandíbula. Mesmo sendo grande e potente, o Temporal é mais um músculo de MOVIMENTO do que de força (falar e fechar rapidamente a boca). O músculo temporal ELEVA a mandíbula (fibras da porção anterior). A porção posterior é essencialmente retrusora da mandíbula. Tal como o masseter, mas em menor proporção, o temporal pode ser acometido por trismo.

Músculo Pterigoideo Medial

Apresenta, apesar de menor, as mesmas características do masseter, é retangular, insere-se no ramo da mandíbula, é um músculo de FORÇA. Na sua inserção (face medial da região do ângulo da mandíbula) é ELEVADOR da mandíbula (o pterigoideo a descola ligeiramente para frente). O pterigoideo medial tem origem na fossa pterigoidea (entre as lâminas do processo pterigoideo).

Músculo Pterigoideo Lateral

É o mais curto dos músculos da mastigação, o único que se dispõe horizontalmente e o único que se relaciona com a articulação temporomandibular. Por isso mesmo realiza movimentos mandibulares que os outros três não realizam. Sua origem é nas paredes lateral e superior da fossa infratemporal. Ele possui duas cabeças de origem:
Inferior = face lateral da lâmina lateral do processo pterigoideo do osso esfenoide
Superior = asa maior do esfenoide
Como as cabeças se fundem, a sua inserção se dá na fóvea pterigoidea do colo da mandíbula.
Está relacionado á movimentos de PROTRUSÃO.

Músculos Supra-Hioideos

Compõe um grupo de músculos pares que unem o osso hioideo ao crânio. Com exceção do estilo-hioideo, todos se ligam à mandíbula. Movimentam o hioideo, mas se este osso estiver imobilizado, eles são capazes de movimentar a mandíbula. São considerados ABAIXADORES e RETRUSORES da mandíbula, mas colaboram na mastigação.[/box]

Músculo Digástrico

Possui dois ventres carnosos unidos por um tendão comum. A origem é na área mastoidea do temporal e inserção na fóvea digástrica . O músculo ao se contrair TRACIONA a mandíbula para trás, contribuindo assim em sinergismo com o pterigoideo lateral para o ABAIXAMENTO.

Músculo Estilo-hioideo

Origem no processo estiloide e inserção no hioide. O estilo-hioideo PUXA o hioide para trás e para cima ou pode fixa-lo quando atua em conjunto com os músculos infra-hioideos.

Músculo Milo-hioideo

Os dois (direito – esquerdo) formam o soalho muscular da boca. Tem a origem na linha milo-hioidea e inserção na rafe milo-hioidea. Tem função de ELEVAR o soalho da boca e com ele a língua e o hioide.

Músculo Genio-hioideo

Acima dele, está em contato o músculo genioglosso. Origem na espinha mentoniana e inserção no corpo do hioide. Tem função de REDUÇÃO e ELEVAÇÃO do soalho da boca.

Músculos Infra-hioideos

Consiste um grupo de quatro músculos em forma de fita colocados entre o osso hioideo e o tórax.

Suas denominações são:
Primeiro nome correspondendo ao local de sua origem e o segundo a inserção:

Esterno-hioideo, Omo-hioideo, esternotireóideo e tíreo-hioideo. 

E se você quiser ficar sempre por dentro das novidades do Odonto Up, curta nossa página no facebook e siga a gente no Instagram @siteodontoup

3 COMENTÁRIOS

    • Olá, Rui

      Salve nosso site na barra de favoritos ou nos siga nas redes sociais.

      Facebook: Odonto Up
      Instagram: @siteodontoup
      Twitter: @odontoUP

      Abraço

ENVIE UMA RESPOSTA